Oito matérias do Governo são aprovadas em sessão extraordinária da Alego

Projeto de lei que cria o Programa Mães de Goiás irá conceder um benefício mensal de R$ 250 às mães que vivem em situação de extrema pobreza

Em sessão extraordinária híbrida, convocada a pedido do Executivo estadual, a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou, nesta terça-feira (20), oito matérias da Governadoria. Entre elas, o projeto de lei nº 6302/21, que cria o Programa Mães de Goiás, destinado a garantir atenção social e financeira às mães que possuem filhos com até seis anos de idade. O programa irá conceder um benefício mensal de R$ 250 às mães que vivem em situação de extrema pobreza.

Outra proposição da Governadoria aprovada pelos parlamentares foi o projeto de lei de nº 6298/21, que autoriza a abertura de crédito adicional para a utilização de recursos da Lei Aldir Blanc, referentes ao exercício de 2021, que não foram empenhados pela Secretaria de Cultura. A Lei Aldir Blanc, aprovada pelo Congresso em junho de 2020, dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural. Com a aprovação do projeto, o Executivo estadual poderá manter a destinação de recursos e auxiliar os profissionais da cultura que foram afetados pela pandemia.

Na área da educação, três projetos que garantem investimentos para o segmento tiveram o parecer favorável dos parlamentares. Entre as matérias, estão o projeto de lei que cria o Programa de Alfabetização AlfaMais Goiás, a propositura que prevê a criação da Bolsa Qualificação, Bolsa Alfabetizador e do Auxílio-Alimentação, além do projeto que cria a Lei de Incentivo à Alfabetização, que visa premiar as escolas públicas da rede estadual e municipal que obtiverem os melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de Goiás. Com a implantação do AlfaMais Goiás, a previsão é de que mais de 1.600 unidades escolares de Educação Infantil e de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental sejam beneficiadas. A iniciativa também irá contemplar mais de 200 mil estudantes e oito mil professores do ensino básico. 

Já a criação da Bolsa Qualificação tem o intuito de promover melhorias na qualidade de vida dos alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica que participam de cursos profissionalizantes ofertados pelos Colégios Tecnológicos do Estado de Goiás - COTEC. O projeto ainda objetiva garantir a alfabetização de adultos, por meio da Bolsa Alfabetizador, além de ofertar aos adolescentes do Programa Menor Aprendiz o benefício do Auxílio-Alimentação. 

Ainda na tarde desta terça (20), o Plenário também deu aval à matéria que transforma a Companhia de Habitação de Goiás em Agência Goiana de Habitação. O projeto de lei nº 6301/21, aprovado em 2º votação, faz alterações na Lei nº 13.532, de 15 de outubro de 1999. O intuito do projeto é ampliar a atuação da agência a fim de garantir ao cidadão o direito à moradia.  

Com a maioria de votos favoráveis, o projeto de lei nº 6300/2021, que autoriza o Poder Executivo a conceder subvenção econômica em favor das estatais Agência Goiana de Habitação (Agehab), Goiás Telecomunicações (Goiás Telecom), Indústria Química do Estado de Goiás (Iquego) Metrobus, foi aprovado em 2º votação. Durante a discussão do projeto, o deputado e líder do Governo, Bruno Peixoto, fez um apelo aos demais parlamentares e enfatizou que a proposta é de extrema importância para o povo goiano. “Serão destinados R$ 350 milhões à Agehab para a construção de casas. O parlamentar que votar contra está dizendo “não” para novas moradias. Votem a favor da população que necessita dessas moradias”, concluiu. 

Na área do desenvolvimento econômico, a adesão do Estado de Goiás ao regime fiscal do Mato Grosso foi aprovada sem nenhum voto contrário. O projeto de lei dispõe sobre a adesão ao benefício fiscal, conforme a Lei Complementar Federal nº 160, de 7 de agosto de 2017, e o Convênio ICMS 190/17, de 15 de dezembro de 2017. O objetivo da matéria é incentivar o desenvolvimento das atividades agropecuárias, além da geração de emprego e renda em Goiás. Os projetos de leis, aprovados em 2º votação, seguem para serem sancionados pelo governador Ronaldo Caiado. 

Comunicação Setorial da Segov
www.governo.go.gov.br
20 de julho de 2021

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.