Segov faz repasse histórico à Advocacia Dativa em dezembro

Valor supera R$ 2 milhões e completa série de 23 meses ininterruptos de pagamento

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado do Governo (Segov), repassa, nesta quarta-feira (23), o valor histórico de R$ 2,1 milhões à Advocacia Dativa. Esse é o maior repasse já realizado, desde a criação do Fundo de Apoio ao Pagamento de Dativos (Fundativo). O pagamento recorde de dezembro, já creditado em conta corrente, é suficiente para quitar 856 processos administrativos de pagamento, o equivalente a 6.592 processos judiciais.

Com o pagamento, a Segov completa 23 meses de repasses ininterruptos à categoria, responsável pela prestação de assessoria jurídica à população carente em locais onde não há atuação da Defensoria Pública. Neste mês, foram beneficiados 509 advogados. A liberação segue ordem cronológica gerada por um sistema eletrônico, em que profissionais com mais de 60 anos e portadores de doenças graves têm prioridade. Clique aqui para acessar a lista completa.

Histórico – Entre os meses de janeiro e dezembro deste ano, cerca de 2.300 advogados dativos receberam R$ 8,4 milhões de reais. A atual gestão, no cumprimento ao que determina a Lei 19.474/16, regularizou os repasses, mês a mês, sem desvirtuar os recursos para outros fins. Na maior série histórica de pagamentos, já foram transferidos mais de R$ 16 milhões à Advocacia Dativa. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), os repasses anteriores a 2019 eram esporádicos, o que gerou um passivo de R$ 41 milhões.

Consulta processual – Para consultas processuais, basta o advogado solicitar o extrato dos processos pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. É preciso enviar nome completo, CPF e OAB.

 

Comunicação Setorial da Secretaria de Estado do Governo (Segov)
www.governo.go.gov.br
Goiânia, 23 de dezembro de 2020.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.